Seguidores

sábado, 8 de maio de 2010

A saga Viagem


A esta hora, devia estar a meter-vos nojo com os relatos da minha primeira noite em Glastonbury. Devia estar a dizer que aquilo é fantástico, que afinal nem está muito frio e que o meu quarto é fabuloso. Devia dizer que os ingleses heterossexuais são todos lindos de morrer e que o Rei Artur ressuscitou de propósito para me dizer olá.

Mas não.

A esta hora, estou em território lusitano que me lixo. E porquê?

Isto merece maiúsculas e vernáculo: POR CAUSA DA MERDA DO VULCÃO, ESSE SACANA!!!

(Aqui faço a pausa da praxe para vos deixar rir à vontade.)

Pois é, aqui a menina estava de malas e bagagens, feliz e contente, a pôr o seu pezinho fino e delicado em solo "aeroportês," quando olha para o placard das partidas e vê que o seu vôo havia sido cancelado. Tivesse eu uma navalha à mão naquela altura e... cortava os pulsos doutra pessoa qualquer para mostrar indignação.

Claro que o camelo do vulcão islandês, que resolveu andar a vomitar cinzas nos últimos tempos só para me chatear a mim em particular, não sabia estar quieto umas horas mais, até eu estar no ar. Nããão, o sacana tinha que dar um arzinho da sua graça logo hoje!

Eu e duzentas outras pessoas fizemos fila para darmos uma palavrinha simpática aos senhores da companhia aérea. Alguns de nós tinham menos ar de conversa e mais ar de homicídio, mas infelizmente não se deu a carnificina - foram umas quatro horas de espera bastante monótonas. Quando me juntei à fila, o próximo dia de vôo disponível era na terça. Mau, pensei, tenho mesmo que estar em Glastonbury na segunda de manhã! Murmurei uns quantos palavrões coloridos em português, salvarguardando os ouvidos dos meus vizinhos, todos britânicos (e com o mau gosto de vir passar férias ao Algarve). Quando estava a chegar ao balcão, já só havia bilhetes para quarta. Respira fundo, Leonor.

Estava eu já há um par de horas à espera, quando tive um momento de clareza. Depois de ter pensado que tinha que desistir, depois de ter considerado a hipótese de ir de carro, de pagar horrores por um bilhete noutra companhia, subornar alguém, pedinchar, ameaçar ou roubar identidades, lembrei-me que... tinha outro bilhete de avião para amanhã!

Claro que vou ter que explicar, não é? Aqui vai: da primeira vez que fiz as marcações, aqui a expert em geografia (de qualquer país, até do meu - quando era mais nova pensava que Loulé ficava no Alentejo e que Évora e Aveiro eram a mesma cidade... eu sei, eu sei.) nem se lembrou do aeroporto de Bristol, a meia hora do meu destino final; aqui a estúpida comprou um bilhete para Londres e, depois de feito o check-in online, que impossibilita fazer quaisquer alterações posteriores, apercebeu-se do seu erro dez minutos depois. Resultado: chorei o dinheiro gasto e arejei mais umas patacas, comprando novo bilhete.

Mas se há alturas em que a estupidez (e ignorância geográfica) dá jeito, esta foi uma delas! Fiquei com um bilhete que vale ouro e a dor de cotovelo de uma data de ingleses quando lhes contei este meu bem-aventurado engano. E ainda recebo o meu dinheiro de volta desta viagem. Boa.

Portanto, para finalizar isto, só me resta esperar que os islandeses tenham esta noite a decência de atirar umas virgens para dentro do vulcão, para ver se o desgraçado se amansa e me deixa viajar em paz e sossego. Pelo sim, pelo não, também vou fazer a dança da chuva.

E, se a minha ida se mostrar sem incidentes de maior, o próximo passo é pedir aos deuses do Olimpo e mais além a decência de me deixar também regressar sossegada, sem núvens estúpidas... esperemos.

5 comentários:

sibilunacrafts disse...

looool!!!!! XD

no meio disto tudo ainda tiveste uma bela sorte. ;)

Helena disse...

Opah, raios rebentem o vulcão de uma vez!
Ok, eu vou falar com um amigo pagão, para ver se ele pode interceder por ti, em relação aos deuses do olimpo, ok?

Samuel disse...

Olá, gostaria de te convidar para participar de uma rede de conteúdo para blogueiros.

Chama Ocasional, se você tiver interessa veja como funciona a rede aqui em www.ocasional.com.br/howto.aspx ou então pode enviar um email no smatosjr@gmail.com

Abs,
Samuel

Leonor disse...

Ultimamente sou ateia, mas acredito mesmo que tive umas entidades fofinhas (para me reconverter?) que me ajudaram o caminho todo. É que até os meus erros se encaminharam a meu favor...

Obrigada, Nossa Senhora dos Metaleiros.

Leonor disse...

Samuel: se não me cair uma pedra na cabeça entretanto, vou pensar seriamente na coisa :) Obrigada pelo convite.